fbpx

Tomada para carro elétrico: carregadores disponíveis no Brasil


Você sabia que existem diferentes modelos de tomada para carro elétrico? Sim meus caros leitores, os veículos elétricos não contam com um modelo universal.Por isso, na hora de escolher o seu veículo elétrico é necessário verificar os modelos disponíveis e quais são os carregadores de mais fácil acesso para o país ou região que você vive.

Independente se a recarga do seu veículo for feita em casa ou em locais públicos, é preciso que a tomada de saída da estação de recarga seja compatível com a tomada de entrada do veículo. 

Assim como os cabos que carregam os eletrônicos, os cabos que carregam os veículos elétricos precisam contar com dois conectores, um para conectar ao veículo e outro à estação de recarga.

A tomada para carro elétrico pode variar de acordo com o veículo e com a velocidade de recarga.

Quer entender melhor sobre quais são os carregadores disponíveis no Brasil?

Então, continue a leitura com a gente e fique por dentro do tema!

Qual a potência de uma tomada para carro elétrico?

Uma das principais dúvidas dos compradores de primeira viagem de carros elétricos é com relação à potência de uma tomada para carro elétrico.

Mesmo sendo uma aquisição que pareça consumir volumes enormes de energia, os modelos atuais de carro elétrico suportam um carregamento simples, em uma tensão de 110/220 V.

A corrente suportada pode ser a comum residencial, de 16 A, podendo ser ligados diretamente na tomada de 3 pinos. 

Tipos de plugues e tomada para carro elétrico

No Brasil, até então ainda não existe a definição de um padrão de tomada para carro elétrico.

Nesse cenário, podemos encontrar modelos de todos os tipos. 

As tomadas para carro elétrico mais comuns são: Tipo 1 (SAE J1772), Tipo 2 (IEC62196), GB/T, CHAdeMO, CCS e o Tesla. 

Vejamos em detalhes sobre cada um deles nos tópicos abaixo:

Tipo 1 (SAE J1772)

O Tipo 1 é um modelo de conector projetado para carregar o veículo em rede monofásica com corrente alternada (CA).

Nesse modelo, é possível fazer o potência até 7,4 kW (230 V, 32 A), dependendo do carregador e da capacidade da rede. 

O tipo 1 é amplamente utilizado nas regiões da Ásia e norte americana, sendo considerado tanto um conector de carga lenta (potência de 3,7 kW), quanto CA de carga rápida com potência até 7,4 kW.

O conector SAE J1772 possui pinos de fase, neutro, terra,  e dois para comunicação com o veículo.

O modelo também conta com proteção para travar o plugue com o intuito de evitar desconexão.

Para carregar rapidamente o veículo em corrente contínua a tomada tem dois grandes pinos tornando o conector em um sistema de carregamento combinado – CCS. 

Esse padrão combinado é denominado CCS1 e suporta recarga em uma potência de até 350 kW.

A Citroën, Chevrolet, Ford, Kia, Mitsubishi, Nissan, Opel, Peugeot e Toyota são as fabricantes que utilizam esse tipo de conector.

Tipo 2 (IEC 62196)

Para um carregamento suportado em rede trifásica de corrente alternada, o tipo 2 é o modelo adequado para essas redes.

O conector mennekes possui fios adicionais e suporta a recarga em potência até 22 KW (400 V, 32 A). 

O layout de distribuição dos pinos do tipo 2 são bastante similares com o tipo 1, porém existem mais dois pinos que são necessários para o carregamento trifásico. 

O conector do tipo 2 conta com uma maior capacidade de energia, logo, oferece um carregamento do veículo mais rápido do que o tipo 1.

Além disso, o tipo 2 pode ser considerado tanto como conector CA de carga lenta (até 3,7 kW) quanto CA de carga rápida (até 22 kW).

Os carros que comportam o modelo IEC 62196 podem ser conectados em redes monofásicas e carregar tranquilamente.

Entretanto, o carro será carregado mais lentamente, por estar exposto a uma menor potência.

Para ter um carregamento rápido em corrente contínua o carregador precisa ter mais dois  grandes pinos ao conector e este passa a ser conhecido como CCS Tipo 2 – CCS2.

Dessa forma, o carro pode ser carregado em uma potência de até 350 kW.

Os fabricantes que utilizam esse padrão são: Audi, BMW, BYD, Mercedes-Benz, Renault, Smart, Tesla, Volkswagen e Volvo

Tipo 3 (GB/T 20234)

Bastante similar com o tipo 2, o conector do tipo GB/T 20234 foi projetado para atender as normas de carregamento em corrente alternada da China.

No país é suportada uma potência de até 22 kW (400 V, 32 A) em uma rede trifásica. 

Apesar de parecer bastante fisicamente, o carregador tipo 3 não é compatível com o tipo 2, não podendo ser carregados na mesma estação.

O tipo 3 conta com um padrão de carga rápida em corrente contínua que suporta potência até 250 kW.

O interessante desse modelo de carregador é que ele pode carregar a bateria auxiliar de baixa tensão e a bateria de alta tensão para tração do carro elétrico.

O layout do GB/T para carga em corrente contínua contém 5 pinos de alimentação, sendo 2 para alimentar a bateria principal em corrente contínua, 2 para a bateria auxiliar de baixa tensão e 1 terra.

Além disso, o conector apresenta 4 contatos de sinal, sendo 2 para controle de proximidade (PP) e 2 para comunicação (CP).

As fabricantes chinesas que adotam esse modelo são BYID, JAC, CHERY, entre outras. 

CHAdeMO

O “Charge deMove” ou  CHAdeMO é um sistema japonês de carregamento rápido em corrente contínua.

Esse tipo de conector suporta tanto as capacidades de carregamento altas quanto o carregamento bidirecional. 

Esses conectores oferecem uma potência de até 100 kW, entretanto, as especificações revisadas permitem até 400 kW (1000 V, 400 A).

O conector CHAdeMO possui 3 pinos de alimentação e outros 6 contatos de comunicação. 

Outro grande diferencial desse quarto tipo é que ele possui um carregamento padronizado que possibilita a comunicação do veículo via WLAN com outros veículos (V2V), infraestrutura (V2I), rede elétrica (V2G), dispositivos (V2D), rede de comunicação (V2N) e pedestres (V2P).

Os fabricantes que possuem esse tipo de padrão são a Citroën, Honda, Kia, Mazda, Mitsubishi, Nissan, Peugeot, Subaru, Tesla (com adaptador), Toyota e BD Automotive.

TESLA

Por fim, os carros da Tesla possuem o seu próprio padrão de tomada para carro elétrico.

Esses carregadores foram projetados para carregar veículos tanto em corrente contínua (CC) quanto corrente alternada (CA) em um mesmo conector. 

Lembrando que existem alguns modelos mais populares da Tesla que permitem o uso de conectores do Tipo 2 com carregamento CC integrado para a recarga em carregamento ultra rápido.

Além disso, a fabricante oferece um adaptador de conector para que os usuários possam utilizar nas estações de carregamento CHAdeMO e CCS.

O conector da marca norte-americana possui  2 conectores para sinal e 3 pinos para alimentação, suportando cargas de até 150 kW.

Pode carregar o carro elétrico em casa? Qual tipo de tomada para carro elétrico?

Sim! Você pode carregar o seu carro elétrico em casa.

Geralmente, os modelos são adaptados para as tomadas 110V, 220V ou Wallbox.

No Brasil, as tomadas residenciais contam com o padrão NBR 5410 com três pontos seguindo a padronização para as tomadas de uso geral: em 110V para 10 amperes ou de 20 amperes para 220V.

Como é feito o carregamento do carro elétrico?

Carregar o carro elétrico é bem fácil, é como carregar um telefone celular.

Basta conectar o cabo de carregamento no veículo e começar a carregar. 

A única dificuldade que você encontrará é que existem muitos tipos de carregadores no mercado, podendo eles serem mais adequados ou menos adequados de acordo com o local de instalação.

Com relação ao tempo de carregamento, isso pode variar bastante também, mas discutiremos melhor sobre isso nos tópicos finais deste artigo.

Tipos de carregadores para carros elétricos

tomada para carro elétrico
Créditos: Canva.

Vejamos aqui os principais tipos de carregadores para carros elétricos disponíveis no mercado:

Carregador de emergência

O carregador de emergência acompanha o carro no momento da compra e é suportado pelas tomadas residenciais de 10 A.

Esses modelos são bem práticos, pequenos e leves, podendo ser carregados no próprio porta-malas. 

Tendo em vista que a velocidade da recarga é baixa, esses carregadores são preferencialmente utilizados em situações não previstas onde não são encontrados carregadores ou tomadas mais potentes. 

Os carregadores de emergência contam com uma corrente máxima de 8 ou 10 A e potência máxima de cerca de 2 kW em 220 V ou 1 kW em 110 V. 

Então, por exemplo, um veículo com uma bateria de 40 kW, teria uma carga completa de 20h ou 40h, um tempo muito maior quando comparado com outros tipos de carregadores.

Carregador portátil

Bastante similares com os carregadores de emergência, os carregadores portáteis são mais potentes, fornecendo até 32 A e em até 3 fases.

A potência máxima pode ser até 10x maior, reduzindo de maneira drástica o tempo de recarga das baterias do seu automóvel. 

Então, por exemplo, com 22 kW é possível carregar uma bateria de 40 kW em menos de 2h.

Diante dessa eficiência, os carregadores portáteis têm sido uma melhor alternativa quando comparados aos carregadores fixos, tendo em vista que fornecem a potência dos tradicionais Wallbox.

Carregador residencial ou wall box

Os carregadores residenciais ou wall box são rápidos assim como os carregadores portáteis, oferecendo ao usuário de 16 ou 32 A, podendo ser instalados em tensões de 220/380.

Um ponto interessante do wall box é que eles são mais seguros, tendo em vista que contam com mais proteções e utilizam uma instalação elétrica dedicada.

Dessa forma, as pessoas, equipamentos, imóvel e o próprio carro tem uma maior garantia de segurança.

O seu carregador residencial pode ser instalado tanto na parede como em totens, podendo ser encontrados no mercado na potência de 3,7 kW até 22 kW.

A depender do modelo, um wall box tem a capacidade de carregar completamente um carro em corrente alternada (CA)  em cerca de 2 a 12 horas para uma bateria de 40 kW.

Carregador comercial ou parking

Por fim, os carregadores comerciais ou parking são modelos bastante parecidos com os residenciais,  no quesito configuração.

Por isso, pode não ser estranho encontrar modelos residenciais em espaços comerciais.

Podemos enxergar como maior diferença entre esses dois modelos a quantidade de quantidade de recursos disponíveis no carregador.

Em um parking existem diversas entradas para o carregamento do veículo, além da resistência e proteção desses equipamentos para serem instalados tanto na área interna quanto externa.

Os carregadores comerciais foram projetados para suportar um grande fluxo de veículos e impactos de pequenos acidentes.

Projeto de tomada para carro elétrico: como funciona

Para suportar uma tomada para carro elétrico não é necessário que as edificações passem por reformas muito complexas.

Como  vimos no decorrer do texto, esses equipamentos utilizam a tensão e corrente comuns de uso residencial.

Dessa forma, só serão necessárias pequenas mudanças nos circuitos elétricos pré-existentes.

Na verdade, o mais importante é que o sistema elétrico consiga atender à potência do carregador e as cargas previstas anteriormente no projeto elétrico. 

Existem alguns casos em que é necessário consultar com a distribuidora de energia se existe a necessidade de adaptações no fornecimento.

Os fabricantes dos carregadores geralmente recomendam que as tomadas sejam conectadas em um ramal dedicado. 

Porém, isso não é obrigatório, é somente uma boa prática, porque a separação evita que outros eletroeletrônicos ligados ao circuito interfiram na potência do carregador.

Tempo de carregamento de acordo com o conector

Existem diversos fatores que podem interferir no tempo de carregamento do carro elétrico.

Entre eles, podemos citar o tamanho e estado da bateria do veículo, capacidade do carregador e é claro, os conectores utilizados.

Abaixo, vejamos aqui qual seria o tempo médio para carregar 100 km de autonomia, de acordo com a capacidade do carregador e o tipo de conector utilizado:

 CAPACIDADE DO CARREGADORTEMPO PARA AUTONOMIA DE 100 KM CONECTORES UTILIZADOS
1,8 kW (8A) 11 horasTipo 1, Tipo 2 e GB/T (CA)
3,7 kW (16A) 5,4 horasTipo 1, Tipo 2 e GB/T (CA)
11 kW (32A)1,8 horasTipo 2 e GB/T (CA)
22 kW  (32A)55 minutosTipo 2 e GB/T (CA)
50 kW24 minutosCC
100 kW 12 minutosCC
150 kW8 minutosCC
300 kW4 minutosCC

Conclusão

Como você pôde ver, existem diferentes carregadores para carro elétrico no Brasil, podendo variar de acordo com o fabricante do carro que você deseja adquirir.

Nessa realidade, é de suma importância entender sobre os tipos de conectores, suas potências e capacidades de carregamento antes de adquirir um veículo elétrico. 

Assim, você evitará dores de cabeça com incompatibilidades ou com a demora para carregar o seu veículo, podendo ter experiências de cargas tranquilas.

Para ficar por dentro sobre assuntos relacionados aos carros elétricos, clique aqui. Fique à vontade para explorar o nosso blog!

Matérias

Comentários desativados

Entre em contato.

Faça o cadastro e receba o contato de um de nossos especialistas.